Escolha uma Página

A agressão é o maior impedimento à civilização, socialização é equivalente à pulsão de vida.

Nesses adultos, a agressão ou é reprimida e voltada para o próprio ego ou é deserdada e atribuída aos outros, sendo expressa sob formas explosivas e infantis, o que os impede de integrarem suas agressões de modo positivo.

Agressão como a ação de agredir, atacar veementemente o outro com finalidade destrutiva ou punitiva, ou seja, é uma forma de comportamento interpessoal. Além disso, no aspecto criminológico, a manifestação do comportamento agressivo visa a infringir os direitos do outro.

Existem dois tipos de frustração: a frustração primária ou privação, que é caracterizada pela quantidade de tensão e insatisfação subjetiva, decorrente da ausência de uma situação final essencial à satisfação da necessidade ativa; a secundária é constituída pela presença de obstáculos ou dificuldades no caminho que conduz à satisfação de uma necessidade.

O conceito de tolerância à frustração, que se define pela atitude de a pessoa suportar frustração sem perder sua adaptação psicológica, em outras palavras, sem recorrer a tipos de respostas inadequadas.

O fenômeno da adaptação.

As análises descritivas permitiram caracterizar a amostra, informando como os sujeitos lidam com seus sentimentos de raiva e suas reações frente a situações de frustração. Pode-se dizer, portanto, que a maioria dos sujeitos expressam mais seus sentimentos de raiva do que os reprimem, dirigem a raiva ao outro ou a objetos equivalentes; nas situações de frustração, tendem a agredir o outro bem como a atribuir a culpa ao outro. Isso significa dizer que a maior parte das pessoas da amostra apresenta algumas características do tipo borderline .