Escolha uma Página

Vivemos em um mundo como humano e a consequência é o grupo, o modo de ser de cada um é o aprendizado que revela muitas vezes de onde se veio, agora existe alguns que se destacam não seguem e não aceitam aquilo que foi passado, estes são chamados de “Diferente” ou “Rebelde”.

O maior problema destes sujeitos é não obedecer aquilo que foi apresentado, por exemplo alguns nascem em determinado lugar ou país que roubar é cultural e que isto não poderá ser revelado, o que fazer “Obedecer ou Calar”?

Claro que convivemos ou coexistimos com indivíduos com doenças psicológicas que a violência ou narcisismo faz destes os mais frios, e o pior de tudo que tais “figuras” alcançam promoção em função daqueles que acreditam na sua “honestidade” ou na sua generosidade disfarçada em trocas futuras.

Enfim, o modo de ser-no-mundo ou o seu modo de ser revela aquilo que você quer ou deseja sem precisa falar, às vezes, “Calar “poderá ser a melhor alternativa, pois o corpo fala.

Atendi uma pessoa que lembrou que a vida toda sempre fez tudo para os outros e não havia se dado conta que esqueceu de ser-no-mundo, se afastou de muitos … através da análise percebeu que nos relacionamentos repetia aquilo que a deixou marcada. Quando criança foi acusada de ter “pego” um apontador, o que não fez. Isto a deixou chateada, não apenas por ter sido acusada, mas por não terem acreditado na sua palavra, só percebeu que isto se tornou um trauma no atendimento psicológico, descobrindo que buscava sempre reparar aquilo que não cometeu.

No decorrer de uma análise há possibilidade de o sujeito perceber que não existia, a vida que levava não havia desejo próprio e sim o desejo do outro.

Podemos exemplificar da seguinte forma quando o sujeito, indivíduo, entra no tratamento psicológico se inicia o encontro de si mesmo através da fala, isto é, não é uma fala apenas para o analista, psicólogo e sim para ele mesmo, a partir daí as revelações fazem sentido.

O luto é uma perda que gera uma tristeza, como não ser pego por este transtorno psicológico?

É fato que uma morte não é esperada e quando ocorre mesmo assim o movimento de falta não é muitas vezes aceito, pois, a separação se instala.

Agora existe outros lutos, a perda de um emprego, separação conjugal, mudanças bruscas, enfim são vários tipos de perda que geram o luto.

E como tratar? No início há várias sugestões para enfrentar esta situação com familiares, amigos, livros de autoajuda, mas isto não surte efeito, a sensação é de piora.

A melhora é com uma ajuda especializada e com uma escuta técnica para o transtorno não se transformar em outras comorbidades.

Mecanismo de defesa pode ser considerado uma raiva da desaprovação do outro e continuar na ilusão de que é sábio naquilo que realiza se tornando arrogante, sem chances de ouvir o outro mais experiente ou com um conhecimento especializado. A possibilidade de uma formação reativa e a característica de ser reativo a tudo e a todos é instalada nas relações interpessoais culminando, portanto, em conflitos desnecessários, por isto, o cuidado com a saúde mental é primordial no crescimento pessoal e profissional.

A mulher é uma pessoa que precisou existir, de alguma forma foi e é muitas vezes oprimida por não ser reconhecida em muitas áreas como um ser importante na sociedade, a partir daí a revolução foi a melhor forma para haver uma igualdade. Infelizmente ainda há mulheres que se sujeitam ao domínio da sociedade machista e se comportam como a figura do lar, recatada sem reivindicar os seus direitos.

Claro que existem aquelas que vivem no medo, na violência e terminam na escravidão.

Por isto, a política pública não pode e nem deve deixar de tratar um tema tão importante, claro que o ” Dia Internacional da Mulher” precisa ser comemorado para as mulheres existirem sempre.

O humano vive com projetos, quando os mesmos não são alcançados há uma espécie de frustração e se não houver um cuidado poderá transformar-se em uma tristeza profunda ou ainda em obsessão.

A falta-de-ser ou falta-de-ter é o complemento de uma e outra, como ser se não ter, e como ter se não ser, Maslow criou uma pirâmide importante, veja a seguir:

As necessidades fisiológicas que se encontram como base para a pirâmide, segundo Maslow, representam as necessidades relacionadas ao organismo, como alimentação, sono, abrigo, água, excreção e outros.

As necessidades de segurança aparecem após o suprimento das necessidades fisiológicas. São representadas por necessidades de segurança e estabilidade, como proteção contra a violência, proteção para saúde, recursos financeiros e outros.

As necessidades sociais somente aparecerão após as necessidades de segurança serem supridas. São necessidades sociais: amizades, socialização, aceitação em novos grupos, intimidade sexual e outros.

As necessidades de status e estima ocorrem depois que as necessidades sociais são supridas. São necessidades de status e estima: autoconfiança, reconhecimento, conquista, respeito dos outros, confiança.

As necessidades de autorrealização que se encontram no topo da pirâmide hierárquica são: moralidade, criatividade, espontaneidade, autodesenvolvimento, prestígio.

O ser humano busca sempre melhorias para sua vida. Dessa forma,quando uma necessidade é suprida aparece outra em seu lugar; tais necessidades são representadas na pirâmide hierárquica. Quando as necessidades humanas não são supridas sobrevêm sentimentos de frustração, agressividade, nervosismo, insônia, desinteresse, passividade, baixa autoestima, pessimismo, resistência a novidades, insegurança e outros. Tais sentimentos negativos podem ser +recompensados por outros tipos de realizações.

O Carnaval é sinônimo de bagunça, festa, confraternização, blocos, escola de samba, povo reunido, alguns anestesiados pelo álcool, drogas e outros com raios de protestos.

A música é o principal condutor para a reunião destrambelhada com refrãos infinitos e obsessivos.

Agora o que podemos perceber é a busca de socialização, mas infelizmente muitos dos que estão participando das festas não estão, de fato, socializados e sim com estratégias cruéis para aliviar as suas dores emocionais causando prejuízos infinitos aos outros que de certa forma gostariam de diversão. O problema é que muitos que estão nestas festas odeiam festas, odeiam o mundo não suportam os outros, a partir daí que ocorrem os desastres entre as pessoas, porque aquilo que está intrínseco nessas pessoas se acentuam de forma que aquilo que era para ser divertido se torna uma catástrofe.

A ideia aqui não é apenas mostrar o lado negativo da festa, mas sim conscientizar aqueles que não gostam de festas e atrapalham a sua própria vida por não procurar se conhecer, se você não sabe os seus desejos como saberá os dos outros?

O conhecimento de si mesmo através da fala permite a escuta para se tornar uma pessoa no mundo, caso contrário o modo de ser no mundo será vegetativo.

Hoje vou escrever sobre a pobreza, o que significa para uns e outros. Infelizmente ela só é lembrada quando o assunto é dinheiro e sempre está ligada a falta de estrutura, higiene e educação que causam problemas infinitos na sociedade.

Agora a pobreza pode ser ainda mais dilacerante, pois ela vem acoplada com um ingrediente a mais que é o preconceito, pensando em pessoas, gente, é incrível quando a pele fala mais alto, alguns exemplos significativos, quando se vê uma criança branca de olhos claros entrando em um shopping vendendo balas ou em um restaurante o tratamento é sofisticado, alguns pegam até no colo, compram a bala, pagam o almoço, agora se for uma criança de pele escura(preta), os garçons, seguranças e alguns até da mesma cor entram com uma violência sem explicação, expulsando como se fosse uma doença contagiosa.

Mas o que e porquê tanto asco e preconceito? A cultura, a educação que é acessível para alguns poderá responder a falta de políticas que ajudariam a diminuir tais desigualdades.

Mas, o egoísmo não permite, causando diversos problemas psicossociais e a reflexão é: aquilo pode ser só seu e não dos outros é tornar o ódio inerente em uma sociedade que se diz CIVILIZADA.

O investimento para se obter uma igualdade social é, de fato, a educação, mas ela por si só não faz milagres, a reflexão que provém do pensamento e do encontro de si mesmo necessita da psicologia e infelizmente o governo não se interessa, pois a possibilidade dos indivíduos perceberem que o cuidado- de-si faz a diferença apavora os controladores e acreditem apenas com a ressonância da sua fala há crescimento pessoal, isto é também investimento.

Feliz Ano Novo, Adeus 2017.

O Ano Novo para a maioria das pessoas é construir projetos, e para outros propósitos, agora para alcançar tais objetivos acredito na subjetividade, algo seu, para você, o maior problema para isto não ser concretizado é o discurso do outro, sim, muitas vezes este ruído impede a sua realização, não importa qual será, o importante é fazer, assim o seu querer poderá acontecer.

Ano Novo, é a continuação da vida, é não permitir os déspotas imporem as suas ideias e você aceitar como alguém sem reflexão, isto não poderá acontecer, o que pode é sim ignorar se o outro não compreender ou não querer entender os seus desejos ou ainda procurar algo que proporcione possibilidades de felicidade.

Ano Novo é continuar com o seu grupo que compreenda o que você é ou poderá ser, sem julgamentos contínuos, não se humilhe perante grupos que só se lembram do passado e não acompanhou o seu crescimento, se estes outros grupos quiserem continuar na mesmice, o melhor para o seu desenvolvimento é continuar no seu grupo, se é casado, o seu grupo é a sua família(Esposa, Marido, Filhos), claro se houver mais pessoas que sejam da família e amigos que haja um suporte, sim, que suporte uns aos outros.

O Ano Novo é seu, portanto, aproveita de modo que o mundo seja ainda melhor.

FELIZ 2018!