Escolha uma Página

A psicoterapia é um investimento para mudar? Ou compreender o outro ou a si mesmo? Qual é o resultado de um processo muitas vezes longo?

                             

                                             Psicoterapia

  • Sim. A psicoterapia é um investimento para mudar, mas não somente para os outros, mas principalmente para si, é um lugar onde se  revela através de uma escuta encobertas por uma repressão, violência ou idiossincrasia.

                                            Compreensão

  • A partir do momento que suspendo os meus juízos e me abro para o novo, existe a  possibilidade de uma compreensão e um amor próprio, sem a necessidade de viver em defesa do que eu penso de mim ou que os outros pensarão, há o início de  uma nova forma de viver e ainda lidar com a minha doença psicológica e as minhas dificuldades pessoais ou interpessoais, se abrindo para a empatia, às vezes se colocando no lugar do outro, sem esquecer de si.

                                    Resultado

  • O resultado é impressionante, quando eu desejo a psicoterapia ou a mudança em um tratamento psicológico, logo na primeira sessão o corpo fala, é como se fosse uma febre que expulsa a bactéria, e na psicoterapia é a alma que deseja o novo, óbvio que para alguns o processo é longo, pois compreender que poderá mudar é uma dificuldade tremenda, porque sempre viveram em função daquilo que os outros queriam e romper os tentáculos não é fácil, ou  seja, se ouvir e escutar o inconsciente é um pouco difícil em função de um círculo vicioso de não pensar, e apenas obedecer. Na psicoterapia existe a oportunidade de reconhecer os meus atos e validar a minha felicidade, cuidando de si para, de fato, ser no mundo.

A procura de um bom psicólogo ajuda muito a esclarecer alguns pontos e pode ser que seja necessário a mudança de profissional quando a mudança requerida não se conclua.

Reclamar 

Por quais motivos existem pessoas que estão sempre reclamando? A impressão é de sempre procurar e pior achar um defeito que a maioria não percebeu.

A análise mais simples poderia ser de algum indivíduo que sempre foi excluído e de alguma forma precisou de se  auto afirmar em algo para ser percebido e isso até funcionou para a sua promoção social, profissional, mas infelizmente aqueles que o mesmo gostaria de ser reconhecido como a família original (mãe, pai, irmãos) não reconhecem e isto o torna, muitas vezes, insuportável, pois desloca para outros grupos que não compreendem o seu desejo em ser amado.

Visto que o ser humano tem a necessidade de ser cuidado, correspondido, acolhido para aprender  a ser empático e equilibrado , é necessário respeitar as fases importantes da vida, como: 

 Infância

Ser criança, brincar, aprender, errar, perceber o mundo.

“A criança joga (brinca), para expressar agressão, adquirir experiência, controlar ansiedades, estabelecer contatos sociais como integração da personalidade e por prazer.” 

Winnicott

   Adolescência

Ser adolescente é um pouco mais complicado principalmente quando os pais e os filhos ainda não definiram qual o seu papel, pois o adolescente muitas vezes se perdem na sua identidade em ser criança ou ser adulto, de fato, uma transição. 

“A adolescência é um segundo parto: nascer da família para andar sozinho na sociedade”. Içami Tib           

           Adulto

Ser um indivíduo aberto aos novos rumos da vida, ser maduro nas resoluções e abrir novas possibilidades de compreensão para aqueles que não obtiveram oportunidades e sempre aberto para novos conhecimentos.

Uma coisa é querer aprender. Outra é querer garantias de que não vai errar.”

Geraldo Eustáquio

Há uma grande possibilidade daquele que reclama partir para uma depressão, pois não se sente compreendido. A necessidade de um tratamento com um profissional preparado e estudioso no assunto é urgente, pois tais indivíduos podem perder a oportunidade da alegria da vida  afastando os outros e ainda se envolver sempre em confusões desnecessárias.